quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Cantata de Natal

Mais uma Cantata e mais uma vez um bonequinha linda com boca de florzinha cantando e olhando só pra mim! 

Meu eterno presente de Natal, de Dia das Mães de vida toda! 

Nem o desafino maculou a linda cena de você cantando, meio que dançando e ajustando os colegas em seus lugares. 

Você é líder, proativa, desafinada, doce e linda. 

Amo você demais, minha Bonequinha!

sábado, 30 de novembro de 2013

Obra de Arte Andante

Boneca, hoje você foi, mais uma vez, a Dama de Honra mais linda do mundo. Ficou igualzinha a Audrey Hepburn, uma bonequinha de luxo. Toda de branco, com um buquê na mão... 

Tive uma prévia do seu casamento. Fui longe, não é? Me desculpe. Coisa de mãe. 

Era o casamento do seu Titio Vimá. Foi uma cerimônia muito simples, bonita e comovente. 

Quando te vi entrando  como uma obra de arte andante, pensei também em como seria o meu casamento, a minha cerimônia religiosa e te imaginei lá. E por alguns segundos, eu realmente acreditei.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Primeiro dia da aula de violão.

Bonequinha, acho que você não gostou muito da aula de violão... 

Chegou em casa e não fez nenhum comentário. 

Quando te interrogava só respondia "é", "sim" e "não". 

Você queria mesmo era fazer aulas de bateria, não é? 

Ok. 

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Companhia pro lanche

Hoje você ganhou um par de brincos e um cinto lindo do Thomás. Presente de natal adiantado.

Esse namoro inocente e singelo é bonitinho demais, Bonequinha...

É tão lindo eu te questionar e você dizer: "Mas a gente só lancha e brinca junto, Mamãe!".

Amor, quando você crescer, vai entender que tudo que a gente mais quer nessa vida são boas e agradáveis companhias. E a primeira você já achou.

Garotinha de sorte!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Inteligente, proativa, líder e... brigadeira de carteirinha

Boneca, como você tem me dado trabalho nos últimos meses... Pôxa! Já recebi ligações da professora, da coordenadora pedagógica e da diretora (que aliás, me informou que todos os monitores reclamaram de você também). Até Ocorrência você já recebeu! Como previsto, você esta cada dia mais brava e geniosa (herança genética materna, assumo). Notas ótimas, melhor aluna da classe, inteligente, proativa, líder e... brigadeira de carteirinha. Recebi essa notícia em uma ligação de sua professora no início de setembro. Ok. Dei bronca, lição de moral, castigo, cantinho do pensamento e tudo que manda a cartilha. Pensei: Agora vai dar certo! Nada. No meio de setembro recebo outra ligação, desta vez da Diretora. "Lara esta impossível! Ela anda muito nervosa, brigando com os coleguinhas, todos os monitores já reclamaram dela! Hoje ela mandou uma cadeira de ferro e acertou duas coleguinhas durante uma briga com uma terceira coleguinha! Uma delas se machucou! Não sei d'aonde ela tirou força! A cadeira é pesada!" Ok. Me recolhi na minha insignificância como mãe, disfarcei o constrangimento, prometi mais uma conversa daquelas e marquei uma reunião com a Diretora. Fui a reunião e, graças a Deus (!), as coleguinhas não machucaram gravemente e a terceira que ficou com o braço roxo, descobriu-se mais tarde que era causa de um machucado antigo. Mesmo assim não diminuiu o meu constrangimento. Enfrentei sozinha a diretora, visto que, seu pai não podia faltar ao trabalho. Conversas, explicações, pedidos de desculpas, e lá pelas tantas o papo ficou mais leve. Depois de tudo que ouvi e falei, chegamos a conclusão de que, incrivelmente, você tem uma personalidade bacana e o que te falta é controlar os sentimentos, ser menos impulsiva. Você é muito intensa. Seus coleguinhas descobriram que, mesmo sendo a menor e a mais magrelinha da escola (!) você é brava demais e não leva desaforo para casa, e o que eles fazem? Te provocam, claro! Já te falei mais de mil vezes que devemos relevar algumas coisas. Que não é você quem resolve tudo e que não é batendo que se soluciona as coisas. Já disse: "Mexeram com você, saia de perto. Mexeram de novo? Saia de perto de novo! Mais uma vez? Reclame com a professora, que é a autoridade da sala e que é o adulto responsável para resolver os conflitos. Ela não resolveu? Chega em casa e fala com a Mamãe. Certeza que no outro dia vou na escola e resolvo pra você. Mas jamais resolva tudo no braço!". Eu e a diretora chegamos ao consenso de que você só precisa controlar sua braveza e eu decidi que assim que puder vou colocá-la em uma aula de artes marciais. Você é justa, briga para defender seus direitos e o de seus colegas. Perguntei a diretora se você aceita ordens, a resposta foi: "Bom, ela aceita, mas só se tiver um 'embasamento jurídico'. Ela só aceita depois de receber uma esclarecedora explicação do 'porque' deve fazer tal coisa". Bom. Acho justo. Pelo menos você já dá sinais de que não será "massa de manobra".
Filha, você já demonstra fortes sinais que pertence a minha família. Uma família Matriarcal, onde as mulheres não deixam ninguém passar por cima, mesmo quando se fingem de frágeis. Você vai ser líder, como seu tio já havia previsto logo que nasceu. Mas um líder de verdade, não usa violência, domina seus impulsos, sabe ouvir os outros e sabe se fazer ouvir e se fazer obedecer. Você tem uma longa jornada pela frente, amor, a mamãe e a vida irão te ajudar nessa jornada. E que ela seja o menos penosa possível. Mesmo com tanta dor de cabeça, eu te amo demais, meu amor!

sábado, 28 de setembro de 2013

No Banho


"Mamãe, que osso é esse aqui?"
"É o osso da sua bacia..."
"Se tenho bacia, porque tenho que tomar banho de chuveiro?"

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Viajem de Férias.

Amorzinho, mesmo você estando muito mais manhosa e "chatinha" nessa viagem, mamãe descobriu que você é e sempre será minha companheirinha...

Não sei o que seria da minha vida se não tivesse parido você, essa menina mais linda, geniosa e esperta do mundo!


sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Aniversário "dele".


Só faltou uma da Turminha...

 Fomos convidadas para o aniversário do seu “Gato”. Chegando lá encontro uma família super bacana e simpática. E também, para o meu espanto, descubro que ele não “namora” só com você, mas também com as suas outras duas melhores amigas. E meu espanto foi maior ainda quando descobri que todas as três sabem uma da outra e não se importam, continuam amigas. E ainda tem um segundo cara que pertence a turma. E que o seu “gato” manda cartinhas e trata com carinho todas as três. Aí então entendi tudo: Vocês não são “namorados” vocês cinco são melhores amigos e apenas não souberam explicar para a “sociedade”. Outra coisa que me deixou  também muito tranquila, foi saber que a mãe dele é como eu e também sabe educar o filho. Ela disse que conversou com ele: “Vocês são amiguinhos e beijar na boca não pode, só quando é grande!”. E ele entendeu, e é um cavalheiro com todas, assim como o outro rapaz da turminha. Ah! Que fufura!

segunda-feira, 8 de julho de 2013

A carta.

Hoje você veio me contar toda animada que "ele" havia escrito uma cartinha pra você e me entregou para que eu lesse. Coisa mais linda do mundo. Nada comprometedora, mas encantadora. Insisti que, por educação, você deveria responder a cartinha. Na mesma hora, você pegou papel e caneta, respondeu educadamente, como uma dama e sem se comprometer também. Mas no final fez um desenho de vocês dois de mãos dadas...

Não aguento tanta fufura!


Pode deixar que mamãe coruja fez o making off de tudo! Tá tudo registrado...

sábado, 6 de julho de 2013

Festa Junina em clima de romance...



Quando chegou o convite para a sua festa junina, perguntei se você queria mesmo participar da dança. Então, você me respondeu que não sabia, dependia "com quem" iria dançar. Saquei tudo... Mas no fim, mesmo não dançando com "ele", você participou linda e maravilhosa como sempre. Antes da dança, insistia com você para me mostrar quem era o tal rapaz, mas ele ainda não havia chegado. Quando ele chegou você veio correndo me contar, mas na hora não tinha como eu ir até ele. Mais tarde perguntei de novo: “Lara, me apresenta ele? Quero tirar uma foto de vocês dois!” E você me responde: “Mas o pai e a mãe dele já tiraram uma foto nossa!”. Então percebi que eles também sabiam do “romance”. Mesmo assim fomos até lá para tirar as fotos. Meu Deus! Que carinha mais fofa a dele! Ele é a coisa mais fofa do mundo (se eu tivesse sete anos também me apaixonaria) Conheci rapidamente os pais dele e eles me contaram que ele fala muito de você em casa... Hum... Sei.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Romance - Parte 2



Enfim você me contou quem é e me apresentou o seu "namoradinho". 



“Lara, seu namorado tem que vir aqui em casa. Conversar comigo e com o seu pai. Ver se a gente aprova o namora. Você é moça de família...”


“Mas, Mamãe, a gente só brinca junto! A gente nem lancha junto ainda...”



Entendi. Quando lancha junto é porque é namoro sério.


segunda-feira, 17 de junho de 2013

O dia em que o país acordou.

Boneca, hoje cheguei tarde do trabalho. Uma hora e meia de atraso, mas foi por um bom motivo. Vi muitas viaturas. A Praça 7 estava tomada. Muitos manifestantes. O ônibus foi desviado por policiais. Chegando quase no túnel, vi muitas pessoas que seguiam rumo a Praça 7. Elas seguravam cartazes. Gritavam frases de ordem. Nos chamavam ao combate também. Confesso que tive muita vontade de descer e seguir a tropa. Mais tarde, assistindo ao jornal, vi que realmente eles voltavam de um combate. Eles estavam caminhando rumo ao Mineirão pela Av. Antônio Carlos. Pretendiam chegar ao estádio pois estava acontecendo um jogo da seleção brasileira e lá com certeza seriam vistos e ouvidos pela imprensa nacional e internacional. A polícia recebeu ordens de não deixar passar. E não deixaram. Jogaram bombas de gás lacrimogênio e deram tiros de borracha em quem ousasse ultrapassar o cordão de isolamento. Enfim, sabe pelo que eles estão lutando, filha? Por você. É, por você, por mim, por eles, por um futuro melhor pro país. Pelo fim da corrupção, pelo fim da impunidade, por segurança, por educação e saúde de qualidade. E por tudo mais que esta muito, mas muito errado nesse país. Você aí, tão pequena, acompanhando tudo e não entendendo nada, ainda vai estudar muito sobre isso na escola. Sobre a "Revolução dos Vinte Centavos". Você vai ver como o país saiu dessa eterna letargia pra lutar por melhorias fundamentais e urgentes. Estou gostando muito desse movimento todo no país, sabe? E estou querendo muito ir a luta também. Estou querendo me alistar nesse exército do povo e lutar por um futuro digno pra você, minha Princesa.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Seu Primeiro Namoradinho

Boneca, ontem, em uma conversa durante o seu banho, você me disse que a sua amiguinha esta apaixonada por um coleguinha de sala. E quando te perguntei se você gostava de algum coleguinha também, você me deu o sorriso mais maroto do mundo e disse, na cara de pau, que o único menino de quem gostava era seu pai. Sei. Entendi. Você não quis me contar, mas o combinado era confiarmos uma na outra, não é? Eu disse que se você me contasse eu contaria por quem eu era apaixonada na sua idade. Você ficou de pensar... Vamos ver se vai confiar na mamãe e contar... Vamos ver.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

7 Anos

Ontem foi a melhor festa de  aniversário de todas, exceto pelo fato de suas Vovós e seu Vovô não estarem presentes (Uma Vovó e um Vovô porque foram morar no céu e a outra Vovó porque estava se recuperando de uma pequena cirurgia). Tava tudo muito gostoso: a comida, as risadas, você se divertindo com seus amiguinhos, a decoração que a Tamara especialmente fez pra você. Foram apenas alguns poucos convidados, a grande maioria família. Clima bom. Você estava linda com a produção que você mesma inventou, uma mistura de fantasia com roupa casual. Você estava muito gata, parecia uma roqueira. Mamãe adora você ser style! Você fez questão de partir e servir o bolo. Ganhei o primeiro pedaço e seu papai o segundo. Você estava um amor. Até o pequeno incidente de seus amiguinhos derrubarem a bandeja em que você servia bolo, tirou de letra. A noite foi linda, gostosa e tranquila. Foi uma festa em que todos participaram ativamente e inclusive contribuindo com guloseimas e com trabalho pesado. Sou grata eternamente a todos pelo que fizeram por você, amorzinho. Descobri o quanto todo mundo te ama. Certeza que a Vovó e o Vovô estavam participando lá de cima e aprovando  e agradecendo por tudo que todo mundo fez por nós. Certeza!

sábado, 25 de maio de 2013

Branca de Neve

Finalmente criamos coragem e demos um belo corte nas suas (quase longas) madeixas. Não vi ontem quando você cortou, você estava na casa da Titia Zaia. Mas não aguentei hoje quando te vi. Não aguentei tanta lindeza e formosura. Você ficou igualzinha a Branca de Neve, boneca! Agora você tem uma linda franjinha que não para de jogar pra trás com todo charme. Você foi o sucesso! Todo mundo chegava pra me dizer o quanto você estava mais linda com aquele cabelo. Que tinha realçado mais ainda o seu rosto lindo. Ah! E todo mundo reparou que você tava com uma "janelinha". Sei como fica orgulhosa a cada dentinho que cai. E sei que gosta dos elogios e do sucesso que faz essa "janelinha" na escola. Pronto! Você conseguiu ficar ainda mais linda, minha Branca de Neve!

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Meu amorzinho esta crescendo...

Boneca, faz tempo que não escrevo pra você, não é? Te garanto que não foi falta de assunto, foi pura e simplesmente falta de tempo. Resolvi ocupar meu tempo entre a correria do dia a dia e curtir você e suas fofuras.

Você esta se tornando uma pessoa tão bacana... Você é carinhosa. Você abraça, beija, faz carinho e escreve mil bilhetihos para mim todos os dias. Todo dia acho um bilhete surpresa dentro da sua pasta da escola. Faço festa! São desenhos, declarações de amor, recortes e dobraduras coloridas. Você continua bravinha, mas é tão amorosa, tão esperta.... E muito estudiosa também! Você chega da escola, assiste um desenho animado enquanto lancha e quando acaba, se mete com seus "para casas". Tudo tão organizadinho, tão certinho, tão coloridinho... Orgulho. Essa semana você me contou que faz parte de um grupo seleto da sua turma que já sabe lê e escrever com clareza. Orgulho dobrado! 

Existe uma coisa que você se orgulha muito: ser a "Ajudante do Dia" na sua sala de aula. Você chega em casa tão poderosa, tão satisfeita e realizada que dá até gosto de ver. Você me conta tudo com tanta alegria que dá vontade de te apertar! Amorzinho, você esta se mostrando uma menina muito organizadinha (espero e confio que fique assim pro resto da vida). Seu quartinho é organizado. Todas as suas coisas são guardadas nos lugares corretos. Você usa os seus brinquedos e depois guarda tudo. Você vai ser pra sempre minha amada "Ajudante do Dia".

Nós temos uma rotina noturna: Depois que você termina com suas responsabilidades, tomamos banho, jantamos e assistimos "Carrossel" juntas (adoro essa novelinha, confesso!). Em seguida, escovamos os dentes, você vai pra cama, escolhe um livro e eu leio pra você. Oramos, nos damos "boa noite", e nos duelamos quanto quem ama mais quem. (Aliás, EU te amo mais!!!! Ganhei!!!! Uhuuuuu!)

Hoje foi a comemoração do Dia das Mães na escola. Pra variar, você dançou e cantou lindamente. Suas "Maria-Chiquinhas" balançavam ao vento e sua boquinha parecia uma florzinha cantando. No fim da música você veio correndo e me entregou uma flor e me deu o abraço mais gostoso do mundo. Tomamos juntas o café da manhã oferecido em homenagem as mamães, quase chorei várias vezes e sorri centenas. Claro, também pra variar, como estava somente eu, não sabia se filmava, se assistia, se mandava beijinhos ou tchauzinhos. A filmagem deve ter ficado uma porcaria, mas todas as imagens estão gravadas na minha retina e toda emoção esta tatuada no meu coração.

Te amo até Jesus vai e volta milhões de vezes, Bonequinha! (Uhuuuuu! Ganhei de novo!!! Retruca essa agora? Quero ver!)

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Essa grande e malvada escola nova!


Ontem à noite você chorou por quase uma hora. Chorou sentida e soluçava. O motivo? Seus coleguinhas na escola nova “não ouviam” o que você falava. Você não queria participar da mesma brincadeira que eles, chamava para outra e eles nem tchum. Sei como são as crianças, escola nova, turminhas já formadas e você uma caloura. Podem sim estar te ignorando. Mas você também não queria brincar a brincadeira deles. Nem tentou brincar com eles. Já queria mandar em tudo. Menina difícil você. Sei que você é mandona, que quer controlar a brincadeira, mas se esqueceu de que esta em uma escola nova e muito maior que a anterior. Vai ter que batalhar muito pra conseguir um “posto de comando”. Não gosto de te ver sofrer. Minha primeira vontade foi de ir à escola dar uma surra nesses pequenos malvados que te maltrataram. Mas não posso. É você aprendendo a viver no mundo lá fora. É você aprendendo a batalhar suas coisas, a conquistar seu espaço. Não quero uma adulta dependente e imatura chamando a “mamãe” pra resolver todas as suas coisas. Sou sua mãe, você pode contar com meu apoio e meu ombro pra tudo nessa vida, pode confiar em mim e pode receber de mim uma palavra dura ou amiga e bons conselhos, mas nunca passarei a mão na sua cabeça e nunca atrapalharei a sua maturidade. Quero o seu bem e quero você uma adulta capaz de resolver seus próprios problemas com sabedoria, e pra isso, infelizmente amor, a gente aprende sofrendo, nem que seja um pouquinho. Estou aqui para que você sofra o menos possível, mas não posso coloca-lá em uma redoma de vidro. Tem que aprender a viver. Eu e seu pai estipulamos um prazo entre nós dois e sem que você saiba: Você tem duas semanas pra resolver isso, e sei que pode e vai resolver. Mas caso não consiga, vamos na surdina até sua escola pedir a professora para que dê uma forcinha na sua adaptação. Desculpa amorzinho, mas é para o seu bem. Sei que vai me entender. Como sempre digo, Mamãe é brava, mas Mamãe te ama!


Em tempo: Anteontem mesmo você estava toda feliz com a escola dizendo que foi a "ajudante do dia" e que ajudou a professora a distribuir os "para-casa". Estava toda orgulhosa e feliz com a escola. Segundo você mesma, tudo isso aconteceu na "escola da tarde" que é em outro anexo da escola e que é a parte que você gosta e a "escola da manhã" que é chata e que você não gosta porque seus coleguinhas "não te ouvem". (Mamãe continua te amando...)