terça-feira, 31 de janeiro de 2012

E eu nem comentei sobre o natal passado...

Larinha escreveu uma cartinha pro Papai Noel pedindo uma bateria. Ok. Mas Papai Noel deu uma empobrecida e não poderia comprar a bateria que tinha que ser de verdade e para a idade dela. Fui dar a ela o recado do cara:

- Boneca, Papai Noel falou que não vai poder comprar a bateria. Tem alguma outra coisa que você quer?
- Quero um Laptop rosa!
- Tudo bem, vou avisar.

Graças a Deus! Laptop rosa e cheio de funções cabia no orçamento!

Na noite de natal, ela perguntava de cinco em cinco minutos se já estava na hora de abrir os presentes. (É tradição de família só abrir os presentes depois da meia noite). Quando soaram as 12 badaladas ela mal-mal abraçou as pessoas e desejou "Feliz Natal". Foi correndo abrir os presentes e dentre eles, o Laptop rosa. Ela ficou enlouquecida! Feliz, feliz, feliz! Deu gosto de ver. Nem me importei do cara de vermelho ficar com todos os créditos.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Cinco anos, sete meses, 14 dias e linda demais

Ela fala, fala, fala... E fala. E quanto ela corre... E aquele joelhinho que não sei como agüenta? E aquela canelinha que vive marcada? E como ela sorri. Aquele sorriso tá cada dia mais lindo. Ah! E aquela boquinha que não cresce. E continua linda... Já pediu um celular. Acha que já é grande. Mas como cresceu... Ela tá linda demais. O cabelinho finalmente crescendo e tomando forma. Aqueles olhos espertos que não perdem um movimento. Que fotografam qualquer cena. Ela se veste todos os dias de princesa. Todos os dias! Haja fantasia... Não, não. Ela acredita piamente que é uma princesa de verdade. E eu concordo. Ela é linda demais... Ela continua sendo atriz: finge que ri, que chora, que é brava e que esta triste. Somente eu não consigo fingir: caí de amores logo ali na maternidade. E vivo de amor por essa boneca...