terça-feira, 27 de maio de 2008

A soma

Ontem fiquei te observando, filha. Eu vi que os seus olhos e a sua boca são dele, e que sua testa e seu nariz são meus. E que você dorme igual a ele e acorda igual a mim. Os seus dentes são meus, mas o sorriso é todinho dele. Lembrei-me que o seu gênio forte é todo dele, mas que o seu bom humor é meu. Seus cabelos ondulados são uma mistura inteligente dos meus com os dele. A sua agilidade, perspicácia e destreza, confesso, são dele. Mas a doçura que tempera tudo isso é minha. É filha, você é uma mistura inteligente e perfeita de nós dois. Você é uma pintura divina que se fez gente através do amor. Você é única. Você é o nosso amor, filha.

Um comentário:

  1. Que jeito mais liiiindo que vc escreveu da sua filhota! Me emocionei muuuito! Deve ser ótimo ter uma continuação de dois seres que se amam.

    ResponderExcluir