quarta-feira, 28 de novembro de 2007

A Princesa e o Tududu

- Bom dia “Flor do Dia!” Dormiu bem?
(Nenhuma resposta, só uma cara de sono e um sorrisinho lindo)
- Que coisa linda é o meu amor!
- Tududu!?
- Não amor! Tududu ta dormindo.
- Tududu!
- Ta bom. Tão o tududu.
- Apeta!
- Ta sem pilha.
- Apeta! Apeta!
- Peraí. Mamãe põe a pilha.
- Apeta!
- Apetei.
(Começa a música e a dancinha do cachorrinho)
- Vamos descer princesa, vovó ta com saudade.
(ela vem engatinhando e eu a pego no colo...)
- Tududu!?
- Ta bom, mamãe leva tududu, mas vou tirar a pilha.
- A pía! Tira!
- Dá bom dia pra vovô.
- Bodia!
- Agora mamãe vai trabalhar.
- Ô té baiá! (e vai caminhando na direção da porta).
- Não amor, mamãe ta atrasada...
- Tóio mamãe! (já largando o Tududu)
(e eu dou colo, e vou carregando ela até o portão)
- Vai pro colo da vovó ta bom? Tchau princesa. Deus te abençoe! Mamãe volta. Se comporta direitinho com a vovó.
(e subo a rua e ela fica me dando tchauzinho)

Maravilhosa!!!!!

*** ***

Pequeno dicionário Lara:

Tududu: Cachorrinho de brinquedo que fica dançando ao som de “Passarinho quer dançar, o rabinho balançar...”
Apeta: Aperta
Bodia: Bom dia
Baiá: Trabalhar
Té: Quero
Tóio: Colo
Pía: Pilha

O que se aprende com os índios...

Amorzinho, hoje, em um breve bate-papo com um colega de trabalho, aprendi coisas que vou levar para o resto da vida. Ele conviveu durante certo tempo com dois índios, um peruano e um nacional, e me passou as seguintes lições:

1. Quando for chamar a atenção de seu filho, nunca converse com ele de cima para baixo. Se abaixe e converse na altura dele.
2. Abrace muito seu filho, isso aumenta a autoconfiança dele. (Além de ser uma delicia!).
3. Até os três anos de idade do seu filhote, faça careta para todos os vícios: Cigarro? Blah! Bebida? Blah! Isso vai fazer com que ele evite ou no mínimo não exceda. (Não sei se essa dica foi do meu colega ou foi do índio... Vale a intenção).
4. Se você quer fazer um móvel, tem que cortar a árvore em mês sem a letra “R” e só na lua minguante. O móvel vai ser pra vida inteira.(Bom! Não sei se essa dica vai ser de muita utilidade, mas ta aí)