quarta-feira, 21 de junho de 2017

Juntas

Hoje dançamos no banheiro. 

Tive que passar um remédio em seus cabelos e esperar alguns minutos. Daí dançamos.

Tentei te ensinar forró. Em vão. Tentei te ensinar samba. Em vão. Nos entendemos no pop, MPB e rock. 

Gargalhadas sobraram.

Nós, todo dia, fazemos refeições juntas, exercícios da escola juntas, rimos juntas, debochamos juntas, ficamos bravas juntas, assistimos Netflix juntas, lemos juntas e gostamos de dormir juntas.


Nós, juntas, somos bacanas demais! 
Te amo, Boneca! 
Vamos combinar de sermos assim para sempre?

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Perguntas pertinentes

Agora mesmo:

Pedi para que você me ajudasse com a apresentação que devo fazer do meu trabalho da faculdade sobre Gestão de Pessoas. 

Pensei: se conseguisse fazer você (uma menininha de 10 anos) entender o tema, consigo fazer com que minha turma entenda. 

Enfim, comecei a apresentar e não é que você faz comentários e perguntas pertinentes? Tal como: "Não entendi, me dê um exemplo?", "Ah, entendi! É para favorecer os funcionários também?). 

E também me sai com tiradas hilárias, como quando eu disse que faz perguntas pertinentes você me solta: "Como se eu soubesse o que é Petinente...". Você é uma peça rara, Amorzinho! Ri muito com essa!

Você é demais, Boneca!

Minha companheirinha Forever!!

(Lara do presente, a Lara do passado está aqui do meu lado me ajudando a editar este post)

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Dançando...

Hoje você me disse que teria uma apresentação de dança que você participaria, e me pediu:

"Por favor, Mamãe! Me ensina a dançar forró?! O menino que vai dançar comigo sabe e eu não!"

E de repente estamos nós duas dançando no banheiro...

Mais uma imagem que vai ficar grudada na retina e agarrada no coração.

sábado, 6 de maio de 2017

Minha Kung Fu Panda

Hoje foi aniversário da escola e você participou de duas apresentações: uma de samba e outra de Kung Fu.

Bom, quanto ao samba, apesar de ter sido uma apresentação mega fofura, você continua com a mesma leveza e graciosidade de quando se apresentou aos seis anos na escolinha: nenhuma. Já podemos esquecer a possibilidade de você ser uma "Mulata de Sargentelli", não é mesmo?

Quanto a apresentação de Kung Fu, fiquei impressionada. Apesar de uma pequena falta de concentração, você foi fantástica! Nunca tinha visto você assim. Já vi você treinando em casa, mas nunca fazendo todos os movimentos em sequência. Foi lindo! Se eu fosse de chorar, choraria.

Você esta crescendo e descobrindo suas habilidades (ou não, no caso do samba), descobrindo seus interesses, o que provoca brilho nos olhos. Agora sei que, além do idioma Inglês, o Kung Fu também lhe produz brilho nos olhos.

Você esta demais, Boneca! Demais!!


quarta-feira, 3 de maio de 2017

Jantarzinho

Hoje, como havíamos combinado, preparei a comidinha que você mais gosta: Frango com Legumes.

Você comeu, repetiu e repetiu. E entre uma garfada e outra dizia: "Nossa mamãe, tá uma delícia! Porque comida de mãe é sempre mais gostosa?! A sua comida é a que eu mais gosto!"

Dá gosto cozinhar pra você, Amorzinho!

Dá gosto ver o tanto que você curte e elogia e se delicia...

sexta-feira, 24 de março de 2017

Segredo

Você na escola hoje:


As amiguinhas te chamaram num canto e sussurram:

- Lara vem cá: Sua calcinha tá marcando...
- Nossa! Então liga pra minha mãe logo porque preciso ir embora!
- Mas por que?
- Porque ninguém pode saber que eu uso calcinha!


Você é debochada demais, Boneca! Adoro! Eu ri alto quando me contou...
  
Não aguentei e postei no facebook também! 

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Amiga e companheira

Filha, você esta cada dia mais fantástica! São tantas pequenas coisas, pequenas atitudes suas que me comovem e que me fazem pensar e repensar muita coisa.

Já faz alguns meses que ando muito triste com umas questões que estou tendo que resolver. Você não sabe quais são, mas já sacou que ando triste demais.

Há algumas semanas estávamos nós duas tomando o café da manhã e eu estava no ápice da minha tristeza neste dia. Normalmente conversamos, rimos, enfim, neste dia eu estava silenciosa, e por alguns momentos deitava a cabeça sobre a mesa.

Tomamos o café. Você não disse uma palavra, somente se levantou, me deu o melhor abraço do mundo e ainda em silêncio retirou a mesa do café. Você não sabe, mas aquele abraço disse tudo que eu precisava ouvir.

Filha, mesmo você estando em uma fase meio rebelde, contestadora, empoderada um pouco demais, é bom saber que você esta dando certo, que é essa pessoa bacana, empática, amorosa, sensível e companheira que eu e sua Vó planejamos que seria.


Te amo demais, Amorzinho! Vai ficar tudo bem comigo.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Padrasto

Outro dia surgiu o seguinte diálogo:

- Mãe, eu queria ter um padrasto.
- Ô amor... Você quer que mamãe arrume um namorado?
- Quero. Preciso de alguém normal pra apresentar pras pessoas...
- Hã?
- É. A senhora é maluquinha, meu pai é um pouco maluquinho...
- Oi? Eu sou maluquinha e seu pai é só um pouco??? Por que??
- Porque eu fico menos tempo com ele, né Mãe?!
- Ah ta. Entendi.
- Então... Vou apresentar pros meus amigos: “Minha mãe? Ah, ela é um pouco maluquinha... Meu pai? Ele é maluquinho também! Esse aqui é meu padrasto! Ele é normal. Porque, né? Preciso de alguém normal pra controlar essa maluquice toda...”


Eu ri, mas fiquei preocupada. Foram semanas de reflexão e de auto-questionamentos... Ainda não cheguei a uma conclusão.

sábado, 17 de dezembro de 2016

Mocinha, não! Bebezinha da mãe!!!

Hoje fomos ao centro da cidade comprar os presentes de "Amigo Oculto".

Você, pra variar, sempre falante e ativa. Estava a mil dentro da loja, falando, andando apressada, gesticulando,.. Chamou a atenção de uma senhora. Ela falou alguma coisa da qual não me lembro. Respondi e fomos embora.

No ponto do ônibus nos encontramos novamente com a mesma senhora. Conversa vai, conversa vem, Você serelepe. E ela de repente me solta: - Olha, ela já tem "mamazinho, né?". Boneca, eu gritei alto e apavorada: "Aonde??? Cadê????". Ela: "Você não tinha visto?". Eu: "Não!!!!!!"

Acredita que não tinha reparado? Você esta desde o inicio do mês na casa da sua tia e também já faz tempo que não te dou banho. Então, não havia reparado. Você estava com uma camisetinha branca justinha. Depois que a senhora comentou que fui reparar. Na verdade, acho que nem você havia notado...

Minha bebezinha não é bebezinha mais! Você já é uma mocinha!
Meu Deus! Meu Deus! Não!!!
Cadê minha bebezinha?!

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Boneca, vou te mostrar exatamente como você é agora, aos 10 anos de idade:


Em um Brasil que luta pelo empoderamento feminino, um dia, brincando com o Pedro, ouço o seguinte diálogo entre marido e mulher: -Bem 10:  Barbie, vou salvar o mundo agora! -Barbie:  Tá bom. Mas antes passe na padaria e traga leite e pão. E não esquece de buscar as crianças na escola!

Você tem milhares de panelinhas, fogãozinho, roupinhas de boneca, tábua de passar, etc. E como você brinca? Panelinhas e fogãozinho pertencem ao seu restaurante, no qual o atendimento é ótimo. Eu garanto. Sou cliente fiel. Roupinhas de boneca são vendidas por um bom preço na sua loja de roupas e a tábua de passar serve para separar os departamentos. Sou cliente da sua boutique também.

Você é a única menina por aqui, então só tem como você brincar com os meninos. E você não aceita que lhe tratem como desigual. Brinca desde casinha, passando por truco, e até de futebol. Até pouco tempo, o seu uniforme de final de semana era vestido de princesa e pés descalços. Como amo esses seus pesinhos pretos de sujo e o cabelinho grudado na cabeça de tanto suor, de tanto brincar lá fora.

Sábado estava com uma dor de dente muito forte. Você me trouxe água, tomei um remédio e fui deitar. Você deitou do meu lado, segurou a minha mão e ficou abraçadinha comigo até sentir que tinha melhorado. Saiu da cama e disse que ia lá fora jogar bola um pouco com os meninos. Mais tarde, chegou com um batom de chocolate na mão e me ofereceu a metade. Não aceitei, mas achei a coisa mais linda do mundo.

Você esta louca pra aprender inglês. Eu disse que não tenho dinheiro agora. E após duas tentativas frustradas em que trouxe panfletos que davam descontos, decidiu aprender sozinha. Coloca no youtube músicas em inglês com legenda e fica treinando sozinha. Sinceramente? Tenho inveja de toda a sua força de vontade.

Em um mundo onde o bulling é um assunto em pauta, tentaram fazer bulling com você na escola. Com muito humor e às vezes um pouco de braveza, você se safou de todos. Quando tentaram colocar apelidos, com deboche, você criava outros, ou até mesmo eu te ensinava alguns. Todos riam e o apelido não pegava. 

Te chamam de baixinha? E daí? Você é mesmo! E isso não é defeito, é charme. Te chamam de feia? E daí? Você não é mesmo! Tentaram te agredir? Você é bacana, mas é brava de nascença. Você faz kung fu e tem primos homens pra treinar os socos e pontapés. E claro, não leva desaforo pra casa. “Lara, por que brigou de novo?” “Ué, mãe... Se me batem, a senhora quer que eu faça o quê? Quer que fique esperando eles terminarem? Não, né?!” E mesmo assim, tem tantos amigos... E todos querem você por perto. Já perdi as contas de quantos já me pediram pra você dormir na casa deles. Nunca deixei. Sou cismada e sou ciumenta. Ponto.


Você é empoderada, forte, valente, carinhosa, companheira, bem humorada... Filha, se neste momento você é uma adulta, por favor, não mude nada! Você é maravilhosa. E se talvez tenha perdido algumas dessas qualidades, releia todos os relatos que já escrevi até hoje e que provavelmente ainda escreverei, e recupere dentro de você essa menina especial que tenho a honra de ser mãe.